jusbrasil.com.br
29 de Março de 2020

A Venezuela não é socialista

Artigo escrito em dezembro de 2016, mas bastante atual

Roni Pereira, Escritor de Não Ficção
Publicado por Roni Pereira
há 3 anos

A Venezuela passa por uma profunda crise política e econômica. O caos é tanto que os venezuelanos saem para pegar comida em países que fazem fronteira com o país bolivariano, como a Colômbia. Como explicar essa tragédia econômica e política? O problema é bastante complexo e há pontos de vista pertinentes, assim como há pontos de vista ridículos.

Um dos pontos de vista ridículos acerca da crise econômica venezuelana, e que será abordado neste artigo, é aquele que diz que a raiz de todos os problemas é o socialismo (marxista). E ele vem de setores da direita na internet. Chegam a essa conclusão de forma simplista, baseados em ódio ideológico e ânsia de culpar o socialismo por tudo. Não se analisa racionalmente a estrutura econômica daquele país, sequer procura saber o que de fato é socialismo – suas vertentes e fundamentos -, é tudo na base do achismo e de falácias.

Uma das premissas dessa conclusão equivocada de que a Venezuela é “socialista” é o fato de Hugo Chávez ter afirmado em 2005 que o objetivo dele era construir “socialismo do século XXI”. Nicolás Maduro supostamente estaria dando prosseguimento à agenda. Há dois problemas. Primeiro é a ingenuidade em acreditar piamente em um governante (quando lhes convém, é claro). Segundo, discursar não é o mesmo realizar.

Leia também: Eduardo Bolsonaro é a prova viva da "competência" do Instituto Mises Brasil

Também não se deve considerar a essência das instituições (governos e partidos) pelo que elas dizem ser ou pela consciência que as mesmas têm de si próprias, já dizia o mestre Perseu Abramo. É necessário analisar as ações e políticas da mesma e chegar a uma conclusão. Daí surge a questão: as práticas políticas do governo chavista (tanto o de Chávez quanto o de Maduro) podem ser mesmo consideradas socialistas?

Para responder essa pergunta basta também responder à principal premissa dessa falácia política que diz que a Venezuela é socialista. Segundo setores da direita, se o Estado participa da atividade econômica, então não há capitalismo, mas sim “socialismo”. Ou seja, para eles socialismo é o mesmo que estatismo, intervenção estatal ou dirigismo.

Isso é o mais puro analfabetismo político e econômico. Karl Marx e Friedrich Engels escreveram muito pouco sobre como deveria ser a estrutura de uma sociedade socialista, tanto sobre a esfera econômica quanto a política. Coube ao marxismo-leninismo a elaboração de uma teoria e prática da economia e política de uma sociedade marxista. Do ponto de vista econômico, as teorias e práticas marxistas-leninistas se materializaram na forma de “economia planificada”.

A economia planificada tem como características: a coletivização dos meios de produção, as centrais de planificação para comando do processo e toda propriedade pertence ao Estado, aspecto muito mais extremado que intervenção estatal.

Do ponto de vista político, o Partido Comunista (PC) ou Socialista substitui a classe trabalhadora como referência na construção de uma nova sociedade. Com base nisso, a Constituição é alterada para garantir poderes soberanos ao PC. Os comunistas repudiam o liberalismo e seus elementos como, por exemplo, a democracia. Em países socialistas, não há eleições onde a oposição pode chegar ao poder porque não há pluripartidarismo, nem quaisquer instituições democráticas. O sistema político é centralizador, o que os comunistas/socialistas chamam de “centralismo democrático”.

Países como URSS, Cuba, Vietnã, China e Coreia do Norte seguiram e seguem esse modelo político-econômico (China e Vietnã abandonaram o modelo de economia planificada, mantêm apenas o modelo de centralização política), mas a Venezuela não segue e nunca seguiu.

Qual modelo político-econômico da Venezuela?

Nunca houve abolição da propriedade privada na Venezuela e nem nenhuma das outras características da economia planificada. Apesar de Chávez ter nacionalizado muitas empresas privadas (não todas), ele fez isso com base na ideologia nacionalista, não para tomar os meios de produção da “burguesia”.

Esses setores da direita, especificamente os supostos liberais, confundem intervenção estatal, um conceito keynesiano, com economia centralizada e planificada, um conceito marxista-leninista. Para eles, é incompatível o capitalismo com um Estado atuante. Segundo eles, países em que o Estado atua são socialistas. O que é um equívoco, pois o Estado pode muito bem atuar no capitalismo junto com empresas privadas. Há até teóricos que afirmam que é o Estado quem garante o Capitalismo.

Na Venezuela, parte dos meios de produção pertence ao Estado e outra parte pertence aos empresários. Isso é chamado de capitalismo com “economia mista”, cuja as características são, segundo José Pachoal Rossetti, em seu Introdução à Economia (ATLAS;1985): intervenção moderada do Estado; coexistência da propriedade privada e estatal dos meios de produção; iniciativa empresarial sob vigilância do Estado; mercado e planejamento indicativo como orientadores do processo econômico.

Segundo o mesmo Rossetti, esse sistema surgiu como uma solução para os “vícios das concepções radicais” como o ultraliberalismo e a economia planificada.

Do ponto de vista político, a Venezuela pode ser considerada uma democracia, ao menos formal. Nela há instituições democráticas formais como eleições (Hugo Chávez venceu várias) e pluripartidarismo, em que a oposição pode participar do processo eleitoral e até vencer se tiver mais votos. O partido socialista local não tem poderes soberanos garantidos pela Constituição. O que acontece é que o autoritarismo autocrata de Chávez e Maduro fragilizou e fragiliza a democracia, mas isso não chega nem perto de ser “socialismo”.

Com base nos argumentos apresentados é mais fácil concluir que a Venezuela nada tem de socialista. Programas de redução de pobreza são essencialmente social-democratas e distribuição de renda foi defendida até pelos economistas neoclássicos. O socialismo marxista é mais radical e sua premissa é a socialização dos meios de produção. Chávez e Maduro são na verdade líderes autocratas e populistas, não socialistas.

88 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

"Artigo" tipico de demagogo. Venezuela nao é socialismo de teoria pois o socialismo de teoria nao existe. A venezuela é um país que está tentando implementar o socialismo e o estado forte, e o resultado é esse mesmo que estamos vendo. o resto é falácia de vagabundo que nao trabalha e é sustentado pelo estado.

A cara de pau é tamanha nesse artigo que chega a dar pena do autor.

A Venezuela e os venezuelanos que se afundem na merda que eles mesmos criaram e que sirvam de exemplo (mais um) para o mundo todo o que acontece com países que dão poder para os esquerdistas.

Ao contrario do que se pensa, uma intervenção humanitária seria o sonho dos socialistas de boutique como o autor desse artigo, pois assim eles podem culpar os EUA, ONU etc pela desgraça do local.

O melhor remédio contra o socialismo na cabeça dos doentes é o proprio socialismo aplicado e seus resultados. Deixem eles pagar o preço.

Agora, aqui no Brasil escrever esse tipo de texto incentivando e justificando esse regime sangrento que nunca deu certo é irresponsabilidade. continuar lendo

Com socialismo ou sem a Venezuela estava fadada ao fracasso. O socialismo não dá certo, mas ele não foi o responsável pela crise do país. continuar lendo

vc mesmo se contradiz no seu texto se a Venezuela está tentando implementar o socialismo significa que ela não é socialista. Ainda diz que quem discorda de vc é vagabundo sustentado pelo estado. Eu só consigo sentir pena da sua ignorância e capacidade de argumentação. continuar lendo

Jonas Guaresi, a intenção do autor foi mostrar que o regime da Venezuela não é socialista. Isso não prova que o texto é tendencioso e que o autor tenha se comportado de maneira interesseira e ambiciosa, mas termos que você utilizou como "falácia de vagabundo", "cara de pau", "que se afundem na merda", "cabeças dos doentes" vejo que é consequência de uma mente perturbada e assoladora. Um conselho: tenha mais amor no coração. Não deixe seus ideais te fazerem esquecer que, apesar de tudo, o ser humano deve ser tratado com humanidade. continuar lendo

Ótimo texto! Parabéns pelo artigo!
Quem realmente estuda o que é o socialismo e não cai em vertentes de "achismos", entende que a Venezuela está bem longe de ser Socialista. E sim com um representante louco autocrata. Basta estudar e sair da superfície para entender. Mas infelizmente em nosso país temos um déficit na Educação. Comprovamos isso pelo 'misticismo' a certo candidato a Presidência do Brasil de 2018, que só representa um retrocesso. continuar lendo

Obrigado, Marcela. continuar lendo

Como pode uma pessoa, que se diz "aspirante a jornalista" escrever um texto tão fraco e mentiroso ao ponto de dizer que a Venezuela não é socialista? Meu caro, só te faço uma pergunta:

- Qual o partido a qual pertence Nicolas Maduro e pertencia o ex, Chaves?

Eu te respondo:

- Partido Socialista Unido da Venezuela.

E você tem a coragem de dizer que o país não é socialista? Amigo, para jornalista nos dias de hoje, não lhe falta nada pois você acompanha a principal "virtude" dos jornalistas atuais: a mentira! continuar lendo

Você realmente leu o texto?

"Também não se deve considerar a essência das instituições (governos e partidos) PELO QUE ELAS DIZEM SER ou pela consciência que as mesmas têm de si próprias, já dizia o mestre Perseu Abramo. É necessário analisar as ações e políticas da mesma e chegar a uma conclusão. Daí surge a questão: as práticas políticas do governo chavista (tanto o de Chávez quanto o de Maduro) podem ser mesmo consideradas socialistas?"

Porque não refutar os argumentos ao invés de partir para o ataque? quem ganha com isso, meu caro?... continuar lendo

Lula e Dilma são socialistas e o Brasil ainda é capitalista continuar lendo

É impressionante como a ignorância tá impregnada na nossa sociedade. O cara escreve um texto de 15 parágrafos com argumentos extremamente válidos sobre o pq da Venezuela não ser socialista aí vem o cientista político de facebook e diz que o texto é fraco e mentiroso já que tem socialista no nome do partido que governa o país e só o nome de um partido já serve pra definir se um partido é socialista ou não, ignorando tudo que acontece dentro do país.

Wenderson Hott, seu argumento é simplista, ignorante e demonstra falta de inteligência. continuar lendo

O Brasil não é capitalista Cláudia Campos, ele é desenvolvimentista. continuar lendo

ainda vem outra e poe o Brasil no meio num texto que nem cita o sistema brasileiro. continuar lendo

Realmente, mais um que tem dificuldade em tentar definir o que seja socialismo e as intenções nas distorções sobre o socialismo. Poderia me alongar em várias linhas, mas o tempo acima conseguiu ser bem conciso. E entre o seu argumento e o dele, vou com ele.
Você apega a rótulos de ideologias e não a prática da ideologia.
Quando afirma que a Venezuela é um governo socialista o faz baseado somente no nome do partido. Cai na mesma enganação que o PT, PSDB, PMDB e tantos outros fazem
Talvez também não deva ter ouvido falar na NSDAP ou Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.
Agora vai me dizer que a prática deste partido era socialista também?
Sabe a quem pertencia este partido? Adolf Hitler, que de socialista não tinha nada...
Procure outro argumento... Para um comentarista, nos dias de hoje, com acesso vasto de informações, não lhe falta nada, pois você acompanha a principal "virtude" dos comentaristas atuais: a mentira! E a prepotência de não saber e achar que sabe... Pesquise melhor e depois volte para debater como gente civilizada... e inteligência. continuar lendo

Amigo, não é por que alguém se auto intitula alguma coisa que será essa coisa. Não basta ter o nome "Socialista", tem que adotar medidas que comprovem isso, e no texto mesmo explica isso, pelo visto você não leu. Mas você é contrários aos fatos e gosta de distorcê-los pra fundamentar sua argumentação. Abre o olho!!! Vai se informar! Não basta eu colocar uma camisa de futebol com o nome do Messi pra eu sair jogando igual a ele (É uma analogia). Abraços. continuar lendo

Seria a mesma coisa então dizer da Coréia do Norte (República Popular Democrática da Coreia) ser democrática por causa do seu nome, seguindo sua linha de pensamento simplória. continuar lendo

Ah deve ser um estilo ainda não identificado. Totalitarismo? Comércio fechado, confisco de bens privados. Inflação estourando. Capitalismo passa longe disso, flor.
Normal. Da tudo errado, dai, triunfantes, eles viram e falam: isso não é o verdadeiro socialismo, deturparam marx.
Quando começa é as mil maravilhas, quando fracassa, "mas isso não é o socialismo de verdade". Cara vai ler o primeiro capítulo da teoria econômica. Pessoas como você fizeram do Brasil um país de merda. continuar lendo

Em NENHUM MOMENTO no texto eu digo que não há "socialismo de verdade". Eu citei os países onde vigorou e vigora o socialismo, inclusive a desastrosa Coreia do Norte. Daí vir aqui me atribuir afirmações como "deturparam Marx" ou "mas isso não é o socialismo de verdade" é puro delírio de sua parte. Refutando o que não foi dito, Tiririca demole até Sócrates.

Curioso é que você me acusa de fazer o que você faz. Você pinta o capitalismo como um paraíso que não pode dar errado: sempre é inflação baixa, comércio aberto, respeito à propriedade, prosperidade... daí se algo fugir do script, triunfante, você diz que o "capitalismo passa longe disso", que é a versão direitista do "não é verdadeiro socialismo". Quando começa é as mil maravilhas, quando fracassa, "não é capitalismo, mas socialismo". Assim fica fácil.

Reduzir um complexo sistema econômico como o capitalismo a comércio aberto, inflação baixa e a não confisco de bens é um reducionismo ridículo, e para quem me manda ler "teoria econômica", é ainda mais patético. Você diz por exemplo que o comércio da Venezuela é fechado. Se refere-se à pouca importação, de fato é. Mas a Austrália também está entre os comércios mais fechados, segundo um levantamento de 2016. Você vai dizer que a Austrália é socialista, flor? Não se esqueça que na Venezuela ainda há multinacionais, algo inadmissível na Coreia do Norte, por exemplo.

Quer dizer que confisco de bens é sintoma de socialismo? Eita :(alguém deveria ter avisado isso aos legisladores americanos durante a Guerra Civil. Em 1861 e 1862, entre as "medidas de guerra" estavam atos que permitiriam confisco de propriedades usadas para "propósitos insurrecionais" (https://en.wikisource.org/wiki/1911_Encyclop%C3%A6dia_Britannica/Confiscation). O direito romano também permitia que o fisco tomasse propriedade para o imperador. Vai ver o Império Romano era socialista (não será surpresa se você acreditar nessa idiotice).

Nem mesmo as teorias econômicas mais liberais, como a teoria quantitativa da moeda, recorrem a essa simplificação tão idiota que você faz: insinuar que hiperinflação só ocorre no socialismo. A hiperinflação é basicamente muito dinheiro circulando para pouca produção e serviço. Trata-se de um problema que pode ocorrer em qualquer sistema econômico. Os EUA tiveram esse problema no século XVIII, era socialismo? A União Soviética teve problemas com hiperinflação nos sete primeiros anos, mas depois conseguiu controlar a crise. Era capitalista?

Não sou eu quem faz o Brasil um país de merda. Mas sim gente com arrogância asinina tipo você, que vem aqui escrever um monte de besteiras e mandar outras pessoas lerem o que você não leu. É o mesmo tipo de imbecil que quer ensinar nazismo aos alemães ou economia ao The Economist. continuar lendo